Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2016

Biblioteca Pública de Évora: 211 anos

Imagem
1805

Na 6ª Feira 8 de Fevereiro, dia de S. João da Mata, se assentou a última estante da nova Livraria.

Na  4ª  Feira  seis  de  Março,  dia  de  santa  Colecta,  e  aniversário  do  Bispo  de Beja,  e  Arcebispo  de  Évora  fui  abrir  em  a  nova  Livraria  os  primeiros  Caixotes  dos livros que vieram de Beja para ela.

Na 3ª feira 19 de Março, S. José, fui assentar no seu lugar por cima da porta da livraria o painel de N. Sra. cópia  do  original  de  Trevisani,  mestre de  Francisco  Vieira  português  antigo,  a qual  cópia  é  feita  pela  Princesa  D.  Maria  Benedicta,  viúva  do  meu  príncipe  D.  José,  a qual ela deu a sua mãe a rainha D. Mariana Vitória, mulher del rei D. José, e por morte deste Senhor mo deu a mim em 1790 quando voltei para Beja.

Na 2ª feira 25 de Março, Anunciação de Nossa Senhora fui por o 1º livro na estante da nova livraria e foi o 1º tomo da polyglota de Ximenes, fui com o vigário geral , capellães e pessoas de família.  (...) Mandei abrir um caixote e…

211... and counting

Imagem

#somosbibliotecas há 30 anos

Imagem

Alentejo cumprido

Imagem
Manifestei-me logo no início desta polémica e depois calei-me. Volto a ela hoje para a arrumar definitivamente.

Reafirmo o que disse. Este senhor é um imbecil. Vive de polémicas, sem elas passaria incógnito. Faz afirmações verídicas - mas não verdadeiras - e espera que os visados se manifestem e lhe dêem a notoriedade que nunca conseguiu alcançar com mérito. Desse ponto de vista, é inteligente, concedo-o, mas do ponto de vista da formulação de ideais, construção de teorias, observação crítica do mundo é apenas e só, um imbecil.

Muita gente (eu incluída) embarcou na estratégia dele, ajudou a dar fama à mediocridade que escreve. Confesso que na altura de partilhar pensei isso mesmo, mas ainda assim, a imensa indignação que senti pela quantidade de (sai um alentejanismo) alarvidades que o senhor enunciou falou mais alto.

Chegada a hora, o Alentejo respondeu como sempre: com dignidade. Com a tranquilidade de quem já resistiu a tudo e continua aqui, de pé, como os sobreiros que nos dão a …

Somos Sporting Clube de Portugal

Imagem
Hoje. Sempre. Todos os dias.

Cem mil

Imagem
Hoje chegámos aos 100 000 livros disponibilizados no catálogo online da BPE. Para chegar aqui foi necessária a contribuição de todas as pessoas que compõem esta equipa empenhada que tenho o orgulho de coordenar na Biblioteca Pública de Évora. Este número redondinho é vosso. Muitos parabéns pelo trabalho realizado e muito obrigada pelo empenho de todos.

Em Abril de 2014 havia 50 mil títulos no catálogo. Em menos de dois anos, com os poucos recursos disponíveis, foi possível duplicar esse número e disponibilizar cinquenta mil novos títulos aos utilizadores. Para acompanhar o ritmo de edição e reduzir gradualmente o imenso volume de livros acumulados gerado pela recepção do depósito legal desde 1931 precisávamos do dobro das pessoas a catalogar. Mas - como me ensinou um extraordinário Chefe que tive há alguns anos - isto é o que temos e é com isto que temos de trabalhar. E digam lá, não trabalhámos nada mal, pois não? 

Ps: Já só nos faltam cerca de 900 mil. Vamos a eles!